3

Por amor as causas mesquinhas do futebol

Ontem foi dia de jogo. Um jogo importante para o povo de Minas, porque me parece que um certo time, chamado Clube Atlético, jogou contra o outro time do exterior, o Raja Casablanca.
Não sei dizer a importância de tudo isso: se disputavam um título, se seriam vistos como o maior time do mundo...O que sei, é que qualquer que seja o prêmio ou título, nada justifica o comportamento dos seres humanos que se dizem "torcedores". É lastimável ver homens inteligentes, estudados, pais de família, saírem para as ruas, jogando bombinhas, fantasiados de forma ridícula, gritando algo como: Chupa Galo, Toma Cruzeiro, Aqui não, cachorrada! 

A situação é tão tensa, que na rua da minha casa, as pessoas chegam a criar rixas e intrigas uns com os outros, por causa de times. Tudo começa com uma grande brincadeira, ou como eles gostam de chamar, mera "zoação". Mas qualquer criança em seu juízo perfeito percebe que as brincadeiras passam da alçada do entretenimento e alcançam a importunação, falta de respeito até atingirem o lado pessoal.

Talvez esteja no instinto masculino ser atraído por qualquer disputa que seja. Perceba que em épocas passadas os homens tinham grandes lutas a realizar: precisavam defender seu povo, sua terra, suas mulheres. O homem era guerreiro, era caçador. Estava sempre a lutar com um país estrangeiro, pelas causas de liberdade, pela evolução da ciência. Mas agora se tornou um animal meramente obreiro e vive uma vida sem grandes desafios, mesquinha e limitada. Visa apenas seu próprio bem estar. Pois agora  é um homem moderno, do novo século, século do direito, da cerveja e do Jornal Nacional. Então parece-me justo que esses animais procurem expressar seus instinto de luta no futebol. Eles ali, acreditam sinceramente que possuem um motivo para lutar e são capazes de matar um vizinho, lançar uma pedra na multidão sem se preocupar com seu semelhante, em prol dessa guerra, em defesa de seu time.


As Torcedoras Lastimáveis:


Agora, o que não dá pra entender realmente, é o que certas mulheres estão fazendo ali. Ontem, por exemplo, ao parar no sinal, bem em frente a um boteco de esquina, lá estavam os homens aglomerados. Vestidos para a guerra, com suas camisas de time de futebol. E lutavam na frente de uma televisão, lutavam sentados, aos berros e gritos, com seus copos de cerveja na mão e suas panças imensas. Nada de novo no front. Mas o que me espantou realmente, foi ver ali, duas mulheres, em pé na esquina, com um cigarrinho na mão, gritando inconformadas com o time que estava perdendo e ao mesmo tempo, filando uma  cervejinha dos homens. Havia uma garotinha também, que desde cedo, já recebeu a educação necessária a ponto de entender que aquela luta nobre era de todos. Com um manto do seu time nas costas, andava  de um lado pro outro, chorando e roendo as unhas. Não adiantava, o "tempo" do segundo tempo estava se exaurindo e seu time havia perdido. Que lástima. 

Torcedoras mostrando o "amor " pelo seu time
As mulheres não possuem espírito de guerra. Elas sempre possuíram outras armas para conquistarem o que querem, como a boa conversa, boa negociação, inteligência e sedução. Podem me chamar de machista os tolos, mas não que eu acredite que as mulheres sejam inferiores. Ora, o fato delas serem diferentes não fazem delas inferiores. Acredito que mulher não precisa agir da mesma forma que o homem para se demonstrarem modernas, inteligentes e nobres. Muito pelo contrário. Ela já possui sua própria evolução, suas próprias peculiaridades, seu próprio armamento. Quando a mulher se porta com hábitos masculinos ou age como os homens querem, é que ela exaspera inferioridade. Então por que as mulheres estão vestidas com camisas de time de futebol? Por que estão em bares, se portando como animais irracionais? Por vários motivos: Porque elas acreditam que isso atrai os homens. Porque quererem deixar seus pais orgulhosos. Porque acreditam que com isso, estarão dentro da sociedade e não fora dela. Porque elas seguem a multidão, sem parar pra pensar no que estão fazendo. E essa alienação, elas chamam de paixão nacional. Digita no Google Imagens a palavra "torcedora" que você vai entender o que estou dizendo.

Quando eu vi essas imagens, pensei na tal evolução que a mídia diz que conquistamos, ao longo do tempo. Pensei em como nós mulheres estamos deixando nossa marca no mundo e de como o conceito "evolução" mudou com o tempo. 
Não dá orgulho pensar que antes éramos submissas por plena pressão do sexo masculino, mas que hoje somos submissas por livre iniciativa? Também não é curioso pensar como somos discretamente educadas a desejar ser assim como essas mulheres da foto, para sermos amadas e desejadas pelos homens? Não é fascinante concluir que, apesar de todos os direitos que ganhamos, em suma, é para isso aqui que nos portamos? Então mulher, coloca aí uma blusinha de um time de futebol bem coladinha no corpo, rasgada ao meio para pôr a mostra os seios e vai lá para o estádio, fingir que entende e que gosta de futebol, bem do jeitinho que te ensinaram. E não se esqueça de ser sexy sem ser vulgar.



A índole violenta enrustida 



Tal banalização não seria tão lamentável se os torcedores, pelo menos, se respeitassem. Isso não acontece. Alguns se agridem e muitos até matam. E eu pergunto: em prol de quê? Todos no fundo sabem a resposta: em prol de nada. 

Na estrada, um torcedor que estava em um ônibus lotado de torcedores a nossa frente,  aproveitou o momento de "festa" e lançou uma bomba na rodovia. A bomba, logo que caiu no chão brilhou imensamente e estourou tão intensa que machucou nossos tímpanos. Pensei: e se fosse um motorista inseguro e com o susto, perdesse a direção? E se fosse uma pessoa mais velha, propícia a um infarto? Quantas vidas estariam em risco, só porque um torcedor, por algum motivo misterioso, lançou na estrada uma bomba? 

Me parece que algumas pessoas que se dizem "pacíficas" aproveitam desses tempos de luta futebolística para exercer de forma legítima, sua violência enrustida e sua falta de educação. Alguns torcedores são vândalos disfarçados e enrustidos, certamente. E o mais chocante é que, se alguém quebra algo, se alguém solta bombas na rodovia colocando a vida de inúmeras pessoas em risco, se alguém ofende ou incomoda por causa de um time , está tudo bem pra todo mundo. Esse alguém importuna por uma boa causa: o futebol.
Não é fascinante, como somos evoluídos? 

















3 comentários:

  1. Outro dia estavam debatendo futebol (taí uma coisa que não entendo nem procuro entender: debater futebol) até que alguém comentou que meu professor deveria estar feliz porque o time dele ganhou. Eu me lembrei que realmente o infeliz do professor chegava extremamente estressado em sala de aula nos dias que o time dele perdia, e eu sempre me perguntava e sempre me pergunto: por que? Qual é a lógica de se sofrer por algo que não vai te trazer (nem tirar) nada? A menos que você vá aos estadios (e perca dinheiro, se não perder a vida), futebol não faz diferença nenhuma, mas algumas pessoas são tão fanáticas que transformaram o futebol em uma religião. Lamentável. E ainda descontam nos outros quando o time perde.

    E as mulheres, infelizmente, entrando nessa, como se isso fosse "liberdade". Acho tão triste isso, as mulheres lutaram tanto pra gente poder escolher gostar ou não de alguma coisa, ser livre, não ser submissa, e lá vai algumas mulheres sendo submissas porque querem. Fazendo tudo para agradar um homem e ficar bonita como se fosse apenas um enfeite, um adorno. (Não estou contra homens, tudo bem tentar agradá-los, mas viver em prol disso? Pra mim não dá). E o mais triste é ler jornais, revistas e etc. e ver que TODAS as notícias que envolvem mulheres tem a ver com o relacionamento delas, com a aparência delas, se estão gordas, se estão magras... Como se as mulheres não estivessem fazendo nada de relevante pro mundo. Como se nunca tivessem feito (mudei de assunto, mas ok).

    Nunca gostei de futebol, teve uma época que até tentei entender e gostar, mas... nunca entendi qual é a dos esportes, na verdade. 22 Homens correndo atrás de uma bola, tentando acertar uma rede, enquanto um monte de torcedores fanaticos "rezam" pro timer ganhar, em prol de nada, como você disse. Não entendo como alguém pode gostar disso nem vou entender, ainda mais com tamanha violência que acontece por causa de futebol ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marina, o seu ponto de vista sobre a atitude da mulher tem tudo a ver com o assunto sim. Pois como eu tentei explicitar no texto, a alienação é tão grande que até as mulheres caem nisso. E conforme você pode ver nas fotos, a imagem feminina é relacionada ao futebol quando há referencia implícita ao sexo. Lastimável.
      Adorei seu comentário! É muito gratificante ter você como leitora do blog! :)

      Excluir
    2. Em quase tudo hoje em a imagem feminina esta ligada ao sexo, futebol é o pior de tudo isso.

      Eu gosto muito do seu blog! Leio quase todos os posts, mas alguns não tenho nada para comentar mesmo. Se você quiser publicar meu comentário pode publicar, eu fico feliz que você tenha gostado :)

      Excluir

Atenção: Caso tenha blog, deixe o endereço do link sempre que comentar. Assim, todos os outros leitores curiosos podem visitar sua página.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quando você comenta, me deixa muito feliz! Sua opinião é muito importante.
Tanto que vou até cantar uma canção: Você é lindo (a), mais que demais, você é lindo (a) sim, onda do mar.... (lá, lá, lá, láaaaaaa)

Pin It button on image hover